Follow by Email

sábado, 7 de novembro de 2009

O equívoco do professor americano e Paulo Freire

Um americano declarou em uma entrevista para a “Folha de São Paulo” que o professor e a professora brasileiros não sabem ensinar.
Entre outras coisas, disse que o educador brasileiro foca muito a sua referência em Paulo Freire, com menosprezo.
Ora, ele não conhece o contexto brasileiro da Educação.
Nesse vídeo abaixo, Paulo Freire relata sobre um aluno Joaquim que se levantou e escreveu a palavra Nina no quadro negro.
Depois da escrita, gargalhou nervosamente.
__ O que está se passando com você?__ O educador perguntou.
__ Puxa, Nina é o nome da minha mulher.
Para Freire, essa afirmação demonstrou a expressão da libertação, um alívio centenário: como se séculos de ignorância tivessem sido retirados dos ombros desse homem que escreveu a palavra Nina.
O educador sentiu o gosto da luta para superar o obstáculo.
E isso foi muito importante e muito bonito.










Nenhum comentário:

Postar um comentário