Follow by Email

terça-feira, 16 de outubro de 2012

CIRCUITO PERVERSO E REAÇÃO CORTICAL



Circuito Perverso e reação cortical



Indago-me se o professor pode realmente ter uma reação cortical se a ação da Direção é um reforço positivo para a alimentação do Circuito perverso.
As crianças, como diria a Coordenadora Sônia, que atualmente trabalha no GE, “sacam" tudo o que acontece.
Se a Diretora ou a Coordenadora entra na sala e desautoriza a professora, as crianças percebem a fragilidade da relação e inclusive começam a fazer coisas de caso pensado para prejudicar a professora.
Dantas resumiu que o circuito perverso se instala quando o individuo não consegue agir de forma corticalizada e realmente as crianças tiram a gente do sério.
Que Deus e bastante reação cortical ajude a nós professores, que temos uma visão das coisas fundamentadas em estudos e pesquisas em contraponto as ações tradicionais onde bater na mesa e bons berros resolveriam tudo.
A teoria sem a prática não é nada, mas uma teoria nova com manutenção de práticas ineficientes e mantidas porque são tradicionais causa estragos consideráveis.
Só Jesus ( e a reação cortical ) na causa.



Nenhum comentário:

Postar um comentário